26 de junho de 2017
Textual description of firstImageUrl

Diário de Bordo - Fortaleza, Jericoacoara, Canoa Quebrada e Morro Grande

Diário de Bordo - Fortaleza, Jericoacoara, Canoa Quebrada e Morro Grande

Diário de Bordo - Fortaleza, Jericoacoara, Canoa Quebrada, Morro Grande e Praia das Fontes - O que fazer em Fortaleza, Ceará

Por Daniela Almeida

Atenção senhores passageiros! Está começando agora mais uma série do D&D Mundo Afora. O destino da vez é Fortaleza, capital do Ceará. Mas esta viagem também tem espaço para uma passadinha rápida por Jericoacoara, Canoa Quebrada, Morro Grande e Praia das Fontes.

Então, aperte o cinto e viaje com a gente.

1º dia - 14 de junho de 2017 - BH - Fortaleza
Foi em uma deliciosa madrugada superquente que desembarcamos na cidade de Fortaleza, capital do Ceará, pela primeira vez. Eram por volta das 1:30 da manhã do dia 14 de junho, véspera do Feriado de Corpus Christ. Depois de 2:30 horas de voo, vindo de Belo Horizonte, fomos recebidas pela sorridente e simpática Cecília, proprietária da CM Turismo, uma de nossas parceiras nesta viagem.

Depois das apresentações e de nos sentirmos muito acolhidas pelos cearenses, seguimos para o hotel Aquarius, que fica a uma quadra da Praia de Iracema e a 15 quilômetros do aeroporto. Nesse momento, nosso único objetivo era dormir, pois no dia seguinte (ops, dentro de algumas horas, kk) começariam nossas aventuras.


Hotel Pousada Aquarius - onde ficar em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Hotel Pousada Aquarius - onde ficar em Fortaleza, Ceará

2º dia - 15 de junho de 2017 - Beach Park
Nosso dia, como sempre, começou bem cedo, pois às 9 horas fomos de van para o Beach Park, que fica na cidade vizinha de Aquiraz, a 25 quilômetros de Fortaleza. Um trajeto de aproximadamente 40 minutos.

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Dezenas de empresas fazem este passeio, saindo da capital. Nós fomos com a Girafatur, sob indicação da CM Turismo. O valor, em junho de 2017, era de R$ 35 por pessoa. O Uber, na data, estava dando em torno de R$ 43 para ir pela manhã e R$ 45, no retorno, à tarde.

O parque aquático é grande e bem bacana. Abre as portas às 11 horas e fecha às 17 horas.

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Durante um dia inteiro, é possível brincar em dezenas de atrações preparadas para a família, moderadas e radicais, como toboáguas gigantes (alguns insanos, como o nome de um deles, em que você despenca de uma altura de 41 metros em queda livre - #deusmelivre), rio lento, piscina com ondas, espaços kids, restaurantes, quiosques com lanches rápidos, sorvetes e outros.

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Recentes pesquisas apontaram o Beach Park como um dos melhores parques de diversão e aquático da América do Sul e do Brasil. Na verdade, nós preferimos o Hot Park, em Rio Quente (pertinho de Caldas Novas). Ele é beeem melhor, com atrações, digamos, mais tranquilas, para um público mais light: bar molhado, mais opções de piscinas quentes, entre outros.

Outro ponto negativo do parque cearense é o valor da entrada que é beeeemmmm "salgado". Em junho, ela estava custando R$ 210 para adulto, R$ 200 para criança e R$ 105 para idosos.

Sem contar o preço da comida lá dentro. O churros, por exemplo, estava sendo vendido à R$ 11 (embora caro, Danubia disse que foi o melhor que ela já comeu na vida kkk). Combo de Hot Dog, por R$ 31; garrafa de água mineral, a R$ 6. E por aí vai.

➠ Em junho de 2017 (depois da nossa viagem), saiu um novo ranking, apontando o Beach Park como o segundo (entre uma lista de 25) melhor parque aquático do mundo.


Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Menu Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Além da área interna, ainda é possível curtir a Praia das Dunas, que fica em frente. Dá para entrar e sair do parque quantas vezes quiser e ir para a praia, que conta com restaurantes e barracas com infraestrutura para atender aos banhistas.

Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - Praia das Dunas Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Praia das Dunas Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - Praia das Dunas Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Praia das Dunas Beach Park - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Depois que saímos do parque, resolvemos parar na feirinha Beira Mar, na Praia de Meireles. O local reúne cerca de 700 barracas com artesanato, souvenires, roupas, comidas, mel, cachaças, bijuterias, brinquedos, moda praia, entre outros artigos. Ela só funciona à noite e, por isso, tivemos tempo para caminhar por entre dezenas e mais dezenas de corredores. Não preciso nem dizer que Mamis amou, né.

Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará

Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - feirinha de artesanato Beira Mar - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Da feira, seguimos a pé até a Praia de Iracema, onde estávamos hospedadas. O calçadão é lotado de gente, artistas de ruas, mais barracas e quiosques de alimentação. Também é nesta avenida Beira Mar, com quatro quilômetros de extensão, que estão localizados os melhores hotéis e restaurantes da cidade, já que é considerada área nobre.

Diário de Bordo - Praia de Meireles - o que fazer em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - Praia de Meireles - o que fazer em Fortaleza, Ceará


Mas, apesar de tantas opções gastronômicas disponíveis, nosso final de noite aconteceu no Habib's, comendo uma pizza deliciosa, por apenas R$ 14,90.

Pizza do Habib's - onde comer em Fortaleza, Ceará
Pizza do Habib's - onde comer em Fortaleza, Ceará

3º dia - 16 de junho de 2017 - Jericoacoara
Hoje o destino era muito esperado por nós: a tão falada praia de Jericoacoara, considerada uma das mais bonitas do mundo.

Diário de Bordo - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Jericoacoara, Ceará


O ideal é ir e ficar, pelo menos, dois dias, para conhecer o vilarejo com mais calma, já que Jeri fica a cerca de 300 quilômetros da capital do Ceará. Mas, como a gente não tinha tempo e ainda queríamos conhecer o local, resolvemos fazer um passeio bate e volta que está sendo muito comercializado por várias empresas de turismo em Fortaleza. Não dá para ver muita coisa, mas o passeio vale muito a pena, pois dá para sentir qual é a vibe do lugar.

Mas para ter essa experiência, é preciso madrugar. Madrugar mesmo! Nós saímos do hotel às 5 horas da manhã porque fomos em um passeio privativo, oferecido pela CM Turismo em parceria com a Coopjeri 4x4. Mas tem empresas que marcam o horário de saída para às 4 horas, já que de Fortaleza até Jericoacoara são quase cinco horas de viagem.

Então, às cinco horas da madrugada (kk), lá fomos nós com o simpático Pedro Brandão da Coopjeri rumo a Jericoacoara. Todo o trajeto foi feito em uma Hilux. Apesar disso, em grupos maiores, os turistas vão de van ou ônibus até à cidade de Jijoca de Jericoacoara e, lá, pegam buggy, Hilux ou aqueles caminhões estilo pau de arara. Nós fomos mais confortáveis kkk.

Diário de Bordo - Jericoacoara, Ceará
Parada para o café antes de chegar a Jericoacoara, Ceará


No meio do caminho, nós paramos para tomar um café e o local escolhido foi o Delícias do Café, no município de Itarema, pertinho de Jijoca. Eles servem uma tapioca que é deliciosa, além de bolos, café e outras opções. Vale a pena provar.

Parada para o café na Delícias do Café, antes de chegar a Jericoacoara, Ceará
Parada para o café na Delícias do Café, antes de chegar a Jericoacoara, Ceará

Parada para o café na Delícias do Café, antes de chegar a Jericoacoara, Ceará
Parada para o café na Delícias do Café, antes de chegar a Jericoacoara, Ceará


Depois de "abastecidas", continuamos nossa viagem. E a primeira parada em Jericoacoara foi na famosa e deslumbrante Lagoa do Paraíso. Ela tem 10 quilômetros de extensão (anos atrás eram 35 km) e, ao longo do trajeto, há vários pontos de apoio/barracas com infraestrutura completa para os turistas, com banheiros, lojinhas, restaurantes e espreguiçadeiras. Tem espaço para todos os bolsos e gostos.

Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará

Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará


Nós paramos para algumas fotos em três pontos diferentes, ficando por aproximadamente duas horas na estrutura do badalado clube de praia Alchymist Beach Praia.

O lugar é maravilhoso. Sabe aqueles cenários de casamento no caribe? Então, é tipo isso!!! Além de toda a estrutura, com mesas, cadeiras de sol, restaurantes, drinks servidos à beira da lagoa, o mais impressionante (e esperado por quem vai pela primeira vez ao local) é, sem dúvida, a lagoa com suas redes dentro d'água.

Lagoa do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia
Lagoa do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia


Gente, aquilo é a cara da riqueza. O único problema é conseguir vaga nas disputadíssimas redes, já que quem senta nelas não quer (não consegue) mais sair de tão bom que é. Sem contar a água quentinha e clarinha. Realmente, faz jus ao nome de paraíso.

Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará

Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará

Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa do Paraíso - Jericoacoara, Ceará
Lago-a do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia
Lagoa do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia

Lagoa do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia
Lagoa do Paraíso - Jericoacoara - Alchymist Beach Praia


Deixando (a contragosto kk) aquela mordomia, paramos ainda na Lagoa Azul e na Praia do Preá, onde está localizada a Árvore da Preguiça, que tem esse nome por ficar deitada pela ação do vento.

Lagoa Azul - Jericoacoara - Ceara
Lagoa Azul - Jericoacoara - Ceará

Lagoa Azul - Jericoacoara - Ceara
Lagoa Azul - Jericoacoara - Ceará

Praia do Preá - Jericoacoara - Ceará
Praia do Preá - Jericoacoara - Ceará


Na verdade, não tem nada lá, além da árvore, dunas (toda a área fica dentro do Parque Nacional de Jericoacoara) e do mar à frente. Então, é uma paradinha bem rápida mesmo (menos de cinco minutos) para fotos. Mas, apesar do pouco tempo, ele é suficiente para algumas situações engraçadas que marcam a viagem. E, com certeza, isso tinha que acontecer com mamis.

Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará


Lá tem uma plaquinha, informando que é proibido subir na árvore para tirar foto. Aí, mamis resolveu que queria entrar no meio dela. Quando ela pulou a primeira raiz, enganchou o pé em outra e caiu de quatro no meio da árvore. Foi uma comédia. Pena que não deu para filmar (#tadinhademamis). Ela conseguiu ser mais preguiçosa do que a árvore da preguiça. A gente brincou que a árvore deu uma rasteira nela porque não queria que ela entrasse no meio kkkk.

Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Árvore da Preguiça - Jericoacoara - Ceará


Nossa próxima parada foi na Pedra Furada. O que é a Pedra Furada? Uma grande pedra com um buraco no meio, com o mar de um lado e atrás e dunas do outro. Nada mais. Para chegar lá, é preciso caminhar sob um sol escaldante por cerca de 20 a 25 minutos (1.100 metros de distância). Por isso, mamis ficou no carro, aguardando, enquanto eu e Danubia fomos conhecer o monumento natural.

Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará


O trajeto não é tão fácil. Além da areia, tem que passar por cima de muitas pedras. Também é aconselhável levar água. Há um ponto de apoio (bem feio, para dizer a verdade. Apenas uma tenda meio improvisada) com venda de bebidas em isopor.

Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará


Chegando lá, também não vai ter nenhuma estrutura: só a Pedra, um ambulante vendendo água de coco e água mineral no isopor e um fotógrafo que tira fotos do turista e as vende em um porta-retrato de madeira. Nós, é claro, compramos a nossa por R$ 20.

Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará


Depois de uns 20 minutos contemplando (kk) a Pedra e mais 25 para retornar (a volta é pior, pois tem que subir um morrinho de areia), seguimos rumo à vilinha de Jericoacoara.

Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pedra Furada - Jericoacoara - Ceará


Ah, quem estiver na vila também pode ir para a Pedra por outro caminho. Mas a caminhada é feita em um trajeto de três quilômetros (#meudeus 😱).

Chegamos a Jeri (apelido carinhoso) por volta das 14:30, mas como estávamos com fome, fomos direto procurar um restaurante para almoçar e nem deu tempo de circular pelas ruas que, detalhe, são todas de areia. O Pedro até passou por algumas, de carro, para nos mostrar o que tinha na cidade, mas foi bem rápido.

Diário de Bordo - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Jericoacoara - Ceará


Nós almoçamos no restaurante do hotel Blue Residence, que fica exatamente ao lado do hotel Essenza, aquele famoso por ter piscinas privativas na varanda de cada quarto. Gente, é um luxo só (#babandodeinvejaateagora kk). Lá é cheio de artistas (pena que no dia da nossa visita não tinha ninguém kk).

Diário de Bordo - Jericoacoara - Ceará
Olha só a pose de mamis em frente ao famoso Essenza, com suas "humildes" piscininhas nas varandas das suítes

Mas voltando ao restaurante, o lugar é ótimo, pé na areia (óbvio - tudo lá é de areia, né kk), de frente para a praia e para as Dunas do Pôr do Sol. A comida é maravilhosa. Não é cara e tem um excelente atendimento. Valeu muito a pena.

Diário de Bordo - Dunas do pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará


Nós pedimos uma porção de filé mignon ao molho madeira, isca de peixe à milanesa com arroz, farofa, batata frita, três copos de suco, petit gateau, creme de papaia com cassis e mousse de maracujá e tudo deu R$ 194,40.

Diário de Bordo - Restaurante Blube em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Restaurante Blub em Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Restaurante Blube em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Restaurante Blue em Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Restaurante Blube em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Restaurante Blue em Jericoacoara - Ceará


De barriguinhas cheias (kk), eu e Danubia fomos fazer a última atividade do dia: assistir a um dos pores do sol mais famosos do mundo: o pôr do sol visto lá das Dunas do pôr do sol. Claro que, enquanto isso, mamis ficou sentadinha no restaurante, vendo tudo tranquilamente.

Diário de Bordo - Dunas do pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará


As pessoas começaram a subir as dunas por volta das 16:40 horas, horário que também nos dirigimos até lá. Tinha tanta gente que parecia um monte de formiguinha, subindo aquela duna enorme. Muito legal de ver.

Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará

Só que para atrapalhar um pouco, enquanto aguardávamos o maior espetáculo da terra, começou a chover. Primeiro fraco e, depois, bem forte. E era cada gota pesada e gelada kkk. Todo mundo começou a descer, correndo, para tentar se abrigar. Alguns corajosos resistiram e se deram bem, pois, minutos depois, a chuva parou completamente.

Nós que já estávamos lá embaixo, subimos correndo tudo de novo para acompanhar todo o processo do encontro do sol com o mar que durou e torno de uns 20 a 25 minutos, entre 17:20 e 17:45.

Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Dunas do Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará

Diário de Bordo - Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará


Por causa da chuva e das nuvens, atrapalhou um pouco. Mas, ainda sim, foi espetacular.

Diário de Bordo - Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará
Diário de Bordo - Pôr do Sol em Jericoacoara - Ceará


Todas molhadas (encharcadas), mas extasiadas com aquela maravilha, encontramos o nosso motorista Pedro e, às 18 horas, retornamos para Fortaleza. Mais 4:30 horas de viagem. Chegamos às 22:30 no hotel, #mortascomfarofa, mas felizes.

4º dia - 17 de junho de 2017 - City Tour Fortaleza
Nosso quarto dia em terras cearenses foi bem mais tranquilo, mas não menos divertido. Com parceria da OceanView, fomos fazer um tradicional city tour pelos principais pontos turísticos de Fortaleza. Durante aproximadamente quatro horas, conhecemos vários locais, alguns com tempinho para parada para fotos e outros apenas de forma panorâmica.

Entre os locais com paradas, vimos os monumentos Arco de Iracema (ou Iracema Guardiã) na Praia de Iracema e Iracema do Mucuripe; Empresa Cearense de Turismo (Emcetur), que funcionava como antiga cadeia e hoje é ponto de vendas de artesanatos, roupas, comida, entre outros artigos típicos; Mercado do Peixe, na Praia de Meireles; Catedral Metropolitana; Mercado Central e Praia do Futuro.

Diário de Bordo - City Tour em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - City Tour em Fortaleza, Ceará

Mas além destes, também passamos em frente ao Jardim Japonês; ao Mausoléu do Presidente Castelo Branco; ao Palácio da Abolição; ao Interceptor Oceânico; ao Espigão da Desembargador Moreira; à Ponte dos Ingleses; ao Estoril, na Praia de Iracema; ao Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura; entre outros pontos.

Diário de Bordo - City Tour em Fortaleza, Ceará
Diário de Bordo - City Tour em Fortaleza, Ceará


O tour foi muito gostoso, pois deu para ter noção da localização dos atrativos na cidade. Depois, na parte da tarde, nós voltamos para a Praia do Futuro, pois o lugar é muito gostoso.

Nós ficamos na estrutura do complexo de lazer da famosa Crocobeach. O local, que é quase um mini clube, conta com cadeiras de praia, espreguiçadeiras, banheiros, restaurante, bar, piscinas (R$ 40 por adulto para utilizar e R$ 10 por criança), barracas de massagens, entre outros serviços. É um lugar bem completo.

Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará

Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará


A Praia do Futuro, com oito quilômetros de extensão, é a melhor para banho na área urbana de Fortaleza. As águas são bem clarinhas e quentinhas. É o destino da maioria dos turistas, durante o dia.

Foi por isso que nós, também, escolhemos essa praia para passar o restante da tarde. Além de curtir aquela marzão azul, aproveitamos para comer. Nosso pedido foi, novamente, porção de isca de peixe à milanesa, filé com arroz, batata frita, farofa e jarra de suco. Tudo deu R$ 115,64. Detalhe: eles não cobram taxa de serviço. A porção bem-servida de camarão, a gente comprou de um ambulante por R$ 10.

Comida na Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Comida na Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará

Comida na Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Comida na Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Comida na Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Diário de bordo - Crocobeach da Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará

Também pegamos uma caipirinha, uma água de coco e uma garrafa de água mineral, que foram cortesias do nosso hotel. O Aquarius tem parceria com algumas barracas, oferecendo cupons para serem trocados por bebidas. Na Crocobrach, o cupom é válido a cada R$ 25 em consumo.

Ah, quase ao final, eu (Daniela) e mamis fomos abordadas por uma mulher para fazer massagem. Detalhe: massagem, limpeza facial com argila, banho de lua, óleo bronzeador e hidratação. Tudo isso por R$ 20. What??? Isso mesmo. Então, lá fomos nós. Mas, gente, o que era aquilo???

O lugar é meio que improvisado, com várias camas embaixo de tendas. Até que a massagem foi bem feita e valeu, mas o restante e nada foram a mesma coisa. A máscara de argila foi bem pouca. A hidratação (se é que podemos chamar de hidratação) foi feita com um creme horroroso que tinha mais água que produto. O óleo para bronzear que a moça borrifou no meu corpo parecia água pura. Fiquei morrendo de medo de dar alergia ou manchar a pele. E, por conta disso, perdemos quase uma hora de sol.

Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará
Mamis em seu momento de massagem kkk - Diário de bordo - Praia do Futuro em Fortaleza, Ceará


E para fechar a noite, saímos de táxi (que cobrou R$ 20 - o mesmo valor que daria o Uber, pois ele se ofereceu e disse que fazia o mesmo preço) até a rua do Mercado Central para conhecer a tal feira de roupas na rua José Avelino (o guia havia falado de manhã no city tour e mamis queria conhecer de todo jeito).

No local, sacoleiros e sacoleiras de todo o Brasil fazem compras para revenda. Dizem que, antes, as roupas eram vendidas no chão mesmo e tinham mais vendedores. No dia que visitamos, a feira, que começa à noite e segue madrugada afora, tinha bem poucos comerciantes e todos estavam dentro de lojas improvisadas com vários boxes.

Feira de roupa em Fortaleza, Ceará
Diário de bordo - Feira de roupa em Fortaleza, Ceará


Até compramos algumas coisas, como calças, maiô e blusas que estavam com bons preços. Claro que tinham peças ditas descartáveis e outras com melhor qualidade. Era preciso saber garimpar. E isso, com certeza, foi o que mamis mais gostou de fazer kk. Se a gente não fosse até lá, ela ia reclamar durante um ano kkk.

Ficamos lá por aproximadamente duas horas e voltamos para o hotel (que fica na mesma rua - a 1,7 quilômetro de distância) de Uber, que custou R$ 9.

Nosso lanchinho da noite foi na padaria Pão de Mel que fica ao lado do hotel. Comemos misto quente, sucos e tapioca e tudo ficou em R$ 39,50. Muito gostoso e com preço bom.

5º dia - 18 de junho de 2017 - Morro Grande, Praia das Fontes e Canoa Quebrada
Nosso último tour desta viagem foi feito novamente com a OceanView. O passeio é conhecido como Três Praias, já que em um dia o turista tem a oportunidade conhecer três praias muito famosas: Morro Branco, Praia das Fontes e Canoa Quebrada. É corrido? É. Vale a pena? Vale. Foi bem divertido.

Ocean View Turismo em Fortaleza, Ceará
Ocean View Turismo em Fortaleza, Ceará


Para dar conta de visitar os três lugares, é preciso sair cedo. Por volta das 7:10, seguimos rumo à cidade de Beberibe, a 84 quilômetros de Fortaleza. É lá que fica o famoso labirinto das falésias coloridas de Morro Branco.

Antes das falésias, porém, é feita uma paradinha na Associação dos Bugueiros da cidade, onde é possível comprar o passeio opcional de buggy. Quem não quiser, pode ir até a um ponto da cidade, de ônibus. Mas podemos dizer uma coisa? Vale muuuiitto a pena, pois o passeio é maravilhoso, passa por lugares lindos. Até mamis foi kk. Em junho de 2017, o valor era de R$ 65 por pessoa.

Passeio de Buggy em Morro Branco, Ceará
Diário de bordo - Passeio de Buggy em Morro Branco, Ceará

Passeio de Buggy em Morro Branco, Ceará
Diário de bordo - Passeio de Buggy em Morro Branco, Ceará


A nossa primeira parada foi na Feira de Artesanato de Beberibe, onde fica a casa que foi cenário da novela Final Feliz, exibida pela Rede Globo em 1982. É possível visitar o local e tirar fotos, mas apenas mamis entrou (e não tirou fotos), pois eu e Danubia fomos fazer a caminhada até o labirinto das falésias.

Feirinha de Artesanato de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo Feirinha de Artesanato de Morro Branco, Ceará

Diário de Bordo - Casa cenário da novela Final Feliz em Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Casa cenário da novela Final Feliz em Morro Branco, Ceará


Gente, o sol estava muito quente, mas o passeio é rapidinho. Em torno de 30 a 40 minutos. Neste período, caminhamos pelo labirinto e o guia foi explicando a origem das cores das falésias e outros detalhes.

Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará

Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará

Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará

Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará
Diário de Bordo - Falésias de Morro Branco, Ceará


Depois, de volta ao buggy, "caímos novamente na estrada" para conhecer a Praia das Fontes, onde também teve uma paradinha para banho nas bicas de águas naturais, e também próximo da Gruta da Mãe D'Água. Só que, como a maré ainda estava cheia, não pudemos ir pela praia e não deu para visitar a gruta. Só a vimos lá do alto das falésias. A vista lá de cima é maravilhosa.

Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará
Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará

Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará
Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará

Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará
Diário de Bordo - Praia das Fontes, Ceará

Diário de Bordo - Gruta da Mãe D'Água na Praia das Fontes, Ceará
Diário de Bordo - Gruta da Mãe D'Água na Praia das Fontes, Ceará


Também paramos bem rapidinho na Lagoa de Uruaú para tomar banho e curtir um pouquinho das redinhas dentro d'água.

Diário de Bordo - Lagoa de Uruau, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa de Uruaú, Ceará

Diário de Bordo - Lagoa de Uruau, Ceará
Diário de Bordo - Lagoa de Uruaú, Ceará


De volta ao ônibus, o grupo, com cerca de 25 pessoas, seguiu para Canoa Quebrada que fica a 81 quilômetros de Morro Branco. Lá, ficamos com tempo livre de aproximadamente três horas para comer, nadar, descansar, curtir uma piscina do complexo de lazer (R$ 10 para utilizar) e fotografar as falésias vermelhas e o símbolo da cidade que é a meia-lua com uma estrela esculpidas na falésia.

Diário de Bordo - Canoa Quebrada, Ceará
Diário de Bordo - Canoa Quebrada, Ceará

Diário de Bordo - Canoa Quebrada, Ceará
Diário de Bordo - Canoa Quebrada, Ceará


Nós fizemos tudo isso, menos nadar nas piscinas, kk. Para comer, de novooooo, fomos de isca de peixe à milanesa, file com arroz, batata frita, farofa e feijão, e uma jarra de suco de limão com coco (que não estava bom - muito aguado) e uma de suco de abacaxi com hortelã. Tudo deu R$ 152.

Diário de Bordo - Comida em Canoa Quebrada, Ceará
Diário de Bordo - Comida em Canoa Quebrada, Ceará


Voltamos para o hotel e resolvemos caminhar um pouco pelo calçadão da Praia de Iracema que, à noite, fica lotada de pessoas fazendo caminhada, andando de patins, skate e bicicleta. Para fechar, deliciosas esfihas do Habib's. Viramos freguesas kkk.

Onde comer em Fortaleza, Ceara - Habib's
Onde comer em Fortaleza, Ceara - Habib's


6º dia - 19 de junho de 2017 - Praia de Iracema, Meireles e retorno para Minas Gerais
Como tudo que é bom dura pouco, o dia da partida, finalmente, chegou. Levantamos cedo e, após tomar um café reforçado no hotel, fomos caminhar um pouco nas praias de Iracema e de Meireles, esta última escolhida para curtirmos as últimas horinhas do sol cearense.

A água estava quentinha e calma. Uma delícia. E para sentar nas cadeiras com mesinhas não é cobrado nada do turista desde que ele consuma alguma coisa. E pode ser qualquer coisa mesmo. Nós só pedimos uma água de coco e não pagamos mais nada.

O que fazer em Fortaleza - Praia de Iracema, Fortaleza, Ceará
O que fazer em Fortaleza - Praia de Iracema, Fortaleza, Ceará

O que fazer em Fortaleza - Praia de Iracema, Fortaleza, Ceará
O que fazer em Fortaleza - Praia de Iracema, Fortaleza, Ceará


Para o almoço, fomos de Habib's. De novo???? Sim. Até o garçom nos reconheceu da noite anterior (kk). Lá também tem comida e é deliciosa: filé à parmegiana, frango grelhado e frango à milanesa, tudo acompanhado de arroz, batata frita, suco ou refrigerante e sobremesa. Cada combo custou entre R$ 29 e R$ 31.

Diário de bordo - Onde comer em Fortaleza - Habib's
Diário de bordo - Onde comer em Fortaleza - Habib's


Depois do almoço, voltamos para o hotel e, às 14 horas, seguimos com a Cecília da CM Turismo para o aeroporto, finalizando nossa viagem em terras cearenses.

Diário de Bordo - Fortaleza, Jericoacoara, Canoa Quebrada e Morro Grande
Diário de Bordo - Fortaleza, Jericoacoara, Canoa Quebrada e Morro Grande




ParceiroAs integrantes do D&D Mundo Afora viajaram para Fortaleza, Jeruicoacoara, Canoa Quebra e Morro Grande, em junho de 2017, em parceria com algumas empresas - Hotel Pousada Aquarius, CM Turismo, Coopjeri 4x4 e OceanView, que nos concederam cortesias nas diárias, nos transferes e nos cities tours a Jericoacoara, em Fortaleza, e nas três praias. Apesar disso, as informações, opiniões e avaliações relatadas em todos os posts sobre a viagem são inteiramente pessoais e refletem as reais experiências vivenciadas pelas integrantes do blog, sejam elas positivas ou negativas.



_____________________________________________________________________________
Buscando hotéis em Fortaleza, no Ceará? Hotéis em Fortaleza. Faça sua reserva aqui. No Booking, você sempre encontra os melhores hotéis com os melhores preços.






4 comentários:
  1. Olá tudo bem?
    Então é de utilidade pública esse diário de bordo hahahaha Vou para Jeri, só que ficarei na Lagoa do paraíso, quero saber se é distante da duna do por do sol e pedra furada?
    Continuem nos trazendo suas experiências.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suelen. Então, da Lagoa do Paraíso até a vilinha de Jeri, onde está a Duna do Pôr do sol dá uns 16 quilômetros. E até a Pedra Furada, uns 17, passando pela Árvore da Preguiça e Praia do Preá. O ideal é fazer o passeio de buggy ou, como foi nosso caso, a gente estava em uma hilux e foi parando nos pontos desejados. Primeiro, passamos em alguns pontos da Lagoa do Paraíso, que é maravilhosa. Depois, paramos na árvore da preguiça e Pedra Furada. A vilinha ficou para o final. Como você vai ficar na região da Lagoa, é tranquilo, pois tem muita gente oferecendo passeios para lá. O lugar é lindo. Na verdade, a Pedra Furada não tem nada. É uma pedra apenas e o mar ao redor. kkk. Mas vale o registro fotográfico. Sem contar que é o cartão-postal de Jeri.

      Excluir
  2. Aah eu amei sou apaixonada por viajem,mas por tar um pouco se casife nao viajo com frequência mais.Amei tudo,explicado certinho,de mais amei acompanha cada palavra desse diário abordo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi. Que bom que gostou. Ler relatos de viajantes também é uma forma de viajar. Também amamos. Bjsss

      Excluir

Topo da página