11 de outubro de 2018
Textual description of firstImageUrl

Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe em 8 dias

Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Diário de Bordo: 8 dias em um Cruzeiro pelo Caribe (Antilhas e Sul das Caraíbas)

Por Daniela Almeida

Atenção senhores passageiros, o D&D Mundo Afora desembarcou no Caribe. Huhuhuhu!!!

Foram oito dias e sete noites - de 08 a 15 de setembro - a bordo do navio Monarch, da Pullmantur, quando tivemos a oportunidade de conhecer Curaçao, Bonaire, Aruba (chamadas também de ilhas ABC na região das Antilhas) e Colón, no Panamá

Receba nossas atualizações

(Não se esqueça que é preciso confirmar a inscrição para receber nossos e-mails)

De quebra, ainda tivemos um tempo para visitar Cartagena das Índias, na Colômbia. Nós embarcamos na cidade e, após o desembarque, ficamos quase quatro dias conhecendo os principais atrativos colombianos.

Gente, só podemos adiantar que foi maravilhoso. 

Quer saber como foi essa experiência? Será que valeu a pena fazer esse cruzeiro? Deu tempo de aproveitar cada um dos destinos? 

Diário de Bordo: 8 dias em um Cruzeiro pelo Caribe

1º dia - 08 de setembro de 2018 - chegada em Cartagena e embarque no navio Monarch

Nós embarcamos em Belo Horizonte - primeira vez que viajamos para o exterior direto do aeroporto de Confins, bem mais prático - por volta da 1:30 da manhã com destino ao Panamá, nossa primeira parada. Foram quase sete horas de voo.

Indo para o Caribe - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Indo para o Caribe - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Indo para o Caribe - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Lanchinho no avião da Copa Airline - Indo para o Caribe - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Internet ilimitada em mais de 140 países

Viaje para mais de 140 países com plano de dados ilimitados da EasySim4u. Com o chip, você já chega no destino conectado, mantém seu número de WhatsApp e pode acessar a internet e suas redes sociais tranquilamente durante o período de sua viagem.

Após uma conexão rápida, voamos por mais uma hora para Cartagena das Índias, onde iríamos embarcar no navio Monarch.

Assim que chegamos, sob um calor de 36 graus (mas com sensação de uns 40 ou mais), fomos recepcionadas pelo representante da Juan Ballena Travel, que foi uma das empresas parceiras nesta viagem. O pessoal da Juan foi responsável pelos nossos transferes e pelo passeio que fizemos para a Playa Blanca, na Ilha Baru, em Cartagena. Nós indicamos o serviço deles. Ótimo atendimento.

Saiba mais sobre os serviços oferecidos pela Juan Ballena Travel em Cartagena.
Confira também nosso Diário de Bordo em Cartagena.

Juan Ballena Travel - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Juan Ballena Travel - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Seguro Viagem com 10% de desconto 

Vai viajar? Não importa se vai ficar no Brasil ou vai para o exterior. O Seguro Viagem é um item muito importante e até obrigatório, no caso da viagem ser para Europa. Faça sua cotação e escolha a seguradora que melhor se adéqua ao seu perfil. Na Seguros Promo, leitor do D&D tem 10% de desconto: 5% na contratação com o cupom DEDMUNDOAFORA5 + 5% pagando no boleto. Se preferir, ainda pode pagar em até 12x no cartão de crédito.


Já no Porto de Cartagena, estava tão quente, que foi difícil suportar as quase três horas até a hora do embarque no navio. 

O lugar de espera é aberto, em meio à vegetação, e não tem espaço para se refrescar ou sombras, a não ser o café ou a loja de souvenir com ar-condicionado. Lugares para sentar também são poucos. Então, é bom ir preparado.

Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Troque sua moeda estrangeira e receba o dinheiro em casa 

Aproveite para trocar sua moeda estrangeira sem sair de casa. Na Cotação, você conta com diversas opções de moeda, compra on-line e ainda recebe o dinheiro em casa ou retira em uma das lojas espalhadas pelo Brasil.


Além disso, queremos registrar que a entrada foi muito desorganizada. Assim que chegamos, os funcionários colocaram as malas em ordem de chegada, mas nenhuma fila foi montada. Quando deu o horário, cada um pegou sua mala e seguiu para a imigração e o raio-x. Quem chegou depois passou na frente e o espaço ficou lotado.

Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Esperando para embarcar no navio no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Esperando para embarcar no navio no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Esperando para embarcar no navio no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Esperando para embarcar no navio no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Alugue um carro e tenha liberdade 

Para ter liberdade nas viagens tanto no Brasil quanto no exterior, contar com um carro à disposição pode ajudar muito, principalmente se estiver viajando com idosos ou crianças. Na RentCars, você pode alugar um carro nas melhores locadoras do mundo, pagar em Real e ainda parcelar em até 12x sem juros no cartão.

Apesar disso, o porto é uma gracinha. Cheio de animais e aves. Araras, flamingos, macacos, veado, pavão, tamanduá, entre outras espécies.

Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


O viveiro das araras é o mais bonito. São dezenas delas voando livremente no meio dos passageiros ou por cima das malas. Todo mundo queria tirar fotos com elas...

Araras no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Araras no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Outro lugar lindo é a área onde ficam os flamingos.

Flamingos no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Flamingos no Porto de Cartagena das Índias - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Bom, depois de esperar e de apresentar os passaportes umas cinco vezes, enfim, entramos no navio.

Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Deixamos nossas bagagens na cabine (bem pequenininha, por sinal, porque pegamos a mais barata que tinha kk) e seguimos para o restaurante no 11º andar para almoçar.

Cabine do navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Cabine do navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Cabine do navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Cabine do navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Nos navios da Pullmantur, a alimentação e as bebidas estão todas inclusas no pacote. Apenas alguns itens, como certos tipos de vinhos, drinks especiais, garrafa de água ou cerveja e refrigerante em lata não fazem parte, mas podem ser consumidos comprando um pacote à parte (17 dólares por dia e por pessoa).

Catálogo de bebidas no Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Catálogo de bebidas no Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Catálogo de bebidas no Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Catálogo de bebidas no Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Para nós, o sistema tudo incluído oferecido serviu muito bem, pois comemos e bebendo com fartura: drinks, vinhos, espumantes, pizza, sanduíches e "otras cositas más"...

Claro que as opções não são aquelas que a gente está acostumada no Brasil. Tipo: porção de batata frita ou linguicinha assada para comer à beira da piscina, por exemplo 😂😂😂.

Mas estava tudo bom. Só perguntar para #mamis quantas piñas coladas ela tomou durante os oito dias a bordo kkk.

Na verdade, a nossa única reclamação é em relação à água servida nos restaurantes. Horrível. Não dava para beber. Nos bares, como ela era da garrafa (a mesma que era vendida por 2 dólares cada), estava boa. E sabe o que a gente fazia para não ter que beber a ruim e também não ter que gastar dinheiro? Enchíamos nossas garrafinhas de 500 ml vazias com a água que pegávamos nos bares. #ficacadica.

Bar do Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Bar do Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Depois de matarmos a fome, fomos conhecer as dependências do navio. São 14 andares, onde estão distribuídas as cabines além de várias outras áreas: piscinas e jacuzzis com as disputadas espreguiçadeiras (as que ficam no alto, longe das piscinas, são menos concorridas), cassino, discoteca, cafés, restaurantes (buffet e a la carte), academia, salas de jogos e espaços para crianças, spa, biblioteca, lojas e teatro. 

Piscinas do Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Piscinas do Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Ás 18 horas, depois que todos estavam a bordo, tivemos que passar por um treinamento para aprendermos a usar os coletes salvas-vidas e a nos comportar em casos de emergências. Mas, novamente, notamos uma falta extrema de organização para separar as pessoas. Muitos grupos, como o nosso, tiveram que ficar quase meia hora em um corredor estreito, espremidos, sob um calor tremendo. E as orientações estavam sendo dadas em um volume tão baixo que ninguém ouvia ou entendia nada.

Treinamento no Navio Monarch, Pullmantur - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Aprendendo a usar os coletes no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Para fechar nosso primeiro dia no navio, fomos para o restaurante Mediterrâneo para jantar. O pacote dá direito a um jantar mais chique, a la carte. Por isso, na hora da compra, é preciso escolher entre um dos dois turnos disponíveis. O nosso foi o primeiro, às 19 horas.

Jantar no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Mas não se preocupe, quem quiser, pode comer nos outros restaurantes. Mas é bem bacana poder aproveitar este momento mais fino da viagem kk.

Ah, embora o jantar seja mais requintado, com garçons, taças e outros itens glamourosos, não tem necessidade de ficar constrangido porque não tem ou não gosta de usar trajes de gala. Lá tinha gente com todo tipo de roupa: dos vestidos de gala aos shorts com chinelo. Sim, vimos várias pessoas assim e nós mesmas adotamos esse look "Tô de férias" kkk.

Outra diferença neste restaurante é que os passageiros devem usar sempre a mesma mesa durante todo o cruzeiro e são atendidos pelos mesmos garços. É muito bacana, pois ao final, todos ficam amigos. No nosso caso, o Manuel e o Ricardo foram quem nos atenderam.

Manuel, um dos vários garçons do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Manuel, um dos vários garçons do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Garçons do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Apresentação dos garçons do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

E olha só que cuidado e preocupação eles tinham com a gente: o menu infantil era bem melhor do que o cardápio tradicional (macarrão, pizza, hambúrguer, filé de frango e de peixe e outras coisinhas mais gostosas do que aquelas comidas esquisitas que todo mundo diz que come, mas fala mal depois kk).

Menu do restaurante Mediterrâneo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Menu do restaurante Mediterrâneo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Então, falamos para o Manuel e, depois de saber dessa nossa preferência, nos outros dias ele já colocava o menu infantil (em português) na nossa mesa antes mesmo da gente chegar. Muito bacana...

Menu infantil do restaurante Mediterrâneo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Menu infantil do restaurante Mediterrâneo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Nessa primeira noite, nosso menu foi sopa de entrada e filé mignon com purê de batata e feijão preto com arroz e batata frita. Sobremesas: sorvete e salada de frutas.

Jantar no navio 1º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio 1º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


E antes de dormir, ainda passamos no teatro para assistir ao espetáculo Diário de um amor.

2º dia - 09 de setembro de 2018 - navegação

Neste cruzeiro, tivemos quatro paradas e dois dias de navegação. Um deles foi hoje.

Então, como teríamos que ficar dentro do navio o dia todo, o que fizemos foi comer, beber, nadar e ficar estiradas nas espreguiçadeira sob um sol rachando.

Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Resultado: por esquecer na cabine o protetor soltar (e ter ficado com preguiça de descer para buscá-lo) chegamos ao final do dia da cor de um camarão. Vermelhas e ardendo. 😂😂😂.

Nós passamos a maior parte do tempo tomando sol, mas como disse, dá para fazer várias outras coisas no navio enquanto ele está navegando. Não é entediante como muitas pessoas imaginam.

As opções para passar o tempo são inúmeras. Escolha uma ou várias e relaxe: ficar na piscina; apostar no cassino (que funciona somente quando o navio está em alto mar); beber um café ou drink (e até espumante, sim, nós tomamos) no bar, ouvindo música ao vivo; assistir a apresentações no teatro; fazer ginástica; cuidar da beleza; ler um livro na biblioteca; fazer comprar na área do shopping; participar de um jantar de gala; tirar foto com o comandante; participar de gincanas, bingos, aulas de dança e ginástica; ou até tirar um cochilo sentado nos sofás ou na cabine.

Navio Monarch - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio Monarch - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dica: para quem quer ficar nas cadeiras perto da piscina deve levantar cedinho. Muitas pessoas já pegam as toalhas disponibilizadas pelo navio e deixam em cima delas para reservar lugar. E depois, não saem mais de lá. 

Para quem não liga, as que ficam no alto são menos disputadas e são tão boas quanto. Tem lugar para todos: para quem quer curtição ou para quem quer ficar lendo um livro longe do agito ou da barulheira das atividades em torno da piscina.

Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Aliás, para muitos, perto das piscinas é o melhor lugar do navio kk. É onde acontecem concursos de danças e coreografias ao som de músicas famosas (teve Créu, Kuduru, É o Tchan e Anitta, kk), bingos, ginástica e outras atividades.

Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Ah, e para completar, aqueles que querem aproveitar os cenários maravilhosos do navio e do mar caribenho, as sessões fotográficas contratadas ou mesmo as com sua máquina pessoal são uma boa pedida. É claro que nós fizemos as nossas kk. Detalhe: todas com nossa câmera, pois as fotos oficiais são bem caras: 13,99 dólares por cada uma impressa.

Sessão fotográfica no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Sessão fotográfica no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Sessão fotográfica no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Sessão fotográfica no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

O nosso dia terminou com o tradicional jantar de gala do comandante com um menu especial.

Jantar 2º dia no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar de gala no navio 2º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Jantar 2º dia no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar de gala no navio 2º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Mas o que era aquilo??? Nós apelidamos o jantar de cardápio surpresa. Era tanta coisa esquisita (poooobre 😅😅😅) que a gente só provava um pedacinho e já deixava de lado. E, depois, conversamos com algumas pessoas que disseram também não terem gostado ...

Preferimos o bom e velho macarrão ou arroz com feijão kk.

Menu do Jantar de gala no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Menu do Jantar de gala no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Olha só o cardápio de gala (vai que você gosta destas coisas... Na verdade, não estavam ruins. Dava para comer tranquilamente, mas não é o que a gente gosta):

De entrada, tivemos croquetas melosas de jamón ibérico, hojaldre crujiente de calabacín y tomate e tosta de piperrada con boquerón.

Primeiro ato: crema de remolacha y repollo com nueces y queso de cabra.

Segundo ato: quenelles de pescado escalfado con crema de coliflor y salsa de chipirones.

Terceiro ato: solomillo de buey con risotto de trigo sarraceno y champiñones.

Quarto ato: mousse de chocolate con naranja.

Grand finale: petit fours Pullmantur

Todo esse menu foi assinado pelo chef  Paco Roncero.

Menu do Jantar de gala no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Menu do Jantar de gala no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Depois do jantar, fomos para o teatro, onde os passageiros estavam tirando uma foto com o comandante (que poderia ser comprada depois junto com outras tiradas no jantar, na entrada ou em outros momentos).

Fila para tirar foto com o comandante - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Fila para tirar foto com o comandante - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Após a foto, recebemos uma taça de champanhe, vinho ou suco para saborearmos enquanto assistíamos a apresentação da tripulação. Detalhe: suco de laranja de caixinha, só que na taça. Daqueles com gosto de casca! Mas deu para tomar.

Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no teatro do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Quem nos conhece, sabe que não costumamos fazer coisas à noite. E isso valeu para o navio também. What? Sim. Durante todos os dias, conseguimos assistir a pedaços de apresentações musicais, mas, depois disso, cama... Não fomos à discoteca ou a qualquer outra coisa depois porque no dia seguinte levantávamos muito cedo (tipo 6 da manhã kk) para curtir ao máximo as atividades e as paradas do navio.


3º dia - 10 de setembro de 2018 - Curaçao

A primeira parada do Monarch foi em Curaçao. Por volta das 8 horas da manhã, o navio atracou no porto local em Willemstad, capital do país, e todos os passageiros puderam descer para conhecer um pouco desta ilha que fica a 65 quilômetros da Venezuela e faz parte do Reino dos Países Baixos.

Primeira parada em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Primeira parada em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Dica: Quem quiser pode contratar os passeios dentro do navio. Mas eles custam quase o dobro do que é cobrado em terra. E nós verificamos isso tanto em Curaçao quanto nos outros pontos de paradas. 

Primeira parada em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Primeira parada em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

E não precisa se preocupar. Assim que você desce, dezenas de pessoas e guias te abordam oferecendo as atividades. Geralmente, são as mesmas opções e todas elas levam em conta o horário de retorno para o barco. No caso de Curaçao, o retorno deveria ser feito até às 18:30 horas. 

Tem passeio individual ou em grupos. Basta conversar, tentar negociar e curtir as horinhas no destino.

Nós resolvemos contratar um passeio ainda quando estávamos em casa. Encontramos na internet o contato da Kézia, da empresa Guia Brasileira em Curaçao, nossa parceira na cidade.

Kézia da Guia Brasileiro em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Kézia da Guia Brasileiro em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Essa mineira sorridente e alegre de Timóteo mora no país há mais de 20 anos e foi quem nos recebeu assim que descemos do navio. O serviço dela é show!!!

Veja mais sobre a Guia Brasileira em Curaçao.

O nosso passeio durou cerca de seis horas. E foi tempo suficiente para visitarmos quatro das 38 praias da ilha: Jeremi (parada apenas para fotos), Kenepa Grandi (uma das mais lindas que já vimos), Cas Abao e Porto Mari.

Nas três últimas, nós ficamos por uma hora em cada uma.

Praias de Curaçao, primeira parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praias de Curaçao: Jeremi, Kenepa Grandi, Cas Abao e Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Todas estas praias são maravilhosas. Deslumbrantes. E, embora seja difícil eleger qual delas é a mais bonita (todas são dotadas de um mar azul turquesa com águas quentinhas), nós elegemos a Kenepa como nossa favorita. 

Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

E a Kezia foi um pouco responsável por esta escolha. Anida dentro da van (com ar-condicionado, snorkel e wifi gratuito), ela disse que queria ouvir um "uau" quando víssemos a praia pela primeira vez kk.

E foi o que todos fizemos. A praia é pública e um espetáculo. Nem todos os adjetivos são suficientes para descrevê-la. Nossa uma hora neste paraíso foi pouca para curtir aquele marzão.

Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Kenepa Grandi - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Nossa terceira parada foi na praia de Cas Abao, onde é preciso pagar uma taxa de 1 dólar por pessoa para entrar, já que é um praia localizada em área particular.

E nós também aproveitamos mais uma hora para relaxar naquele mar que a gente só via pela internet.

Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Cas Abao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Nossa última parada foi em Porto Mari, onde aproveitamos o tempo para comermos um hambúrguer com batata frita com suco e refrigerante que deram 38,97 dólares. E como o tempo era curto e o lanche demorou para vir, não deu para entrarmos na água. Uma pena!!!

Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Lanchinho na Praia de Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Mesmo assim, a praia é linda e merece um dia inteirinho dedicada à ela.

Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Curaçao: Porto Mari - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Depois de seis horas, sob um calor de quase 40 graus, finalizamos o passeio no centro. Passamos por sobre a ponte Rainha Juliana, que é uma das mais altas do mundo e de onde é possível ver boa parte da cidade; e posamos em frente aos letreiros Dushi (que tem vários significados, mas no geral serve para dizer que algo é bom, legal e bonito) e Curaçao, no bairro de Panda.

Depois fomos para Otrobanda, parte da cidade onde o navio nos aguardava.

Ponte Rainha Juliana, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Ponte Rainha Juliana, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Letreiro Dushi em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Letreiro Dushi em Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


E para completar ainda demos umas voltinhas pelas lojas, onde compramos caneca, imãs, bolsinhas e outros itens...

Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Licor de Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Licor de Curaçao - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Curação é uma cidade supergracinha com suas casinhas coloridas tipicamente holandesas que são o cartão-postal da ilha.

Curaçao, parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Curaçao, parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


O centro da cidade é dividido em dois lados (Punda e Otrobanda) por uma ponte móvel - Ponte Rainha Emma. Puxada por 16 barcos, ela se abre para navios e embarcações passarem.

Ponte Móvel Rainha Emma, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Ponte Móvel Rainha Emma, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Pontes Rainha Juliana e Rainha Emma, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Pontes Rainha Juliana e Rainha Emma, em Curaçao, - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

De volta para o navio, jantamos e fomos assistir a um pedaço do show no teatro - Movida em los 80. O tema retrô (anos 70 e 80) foi o sugerido para os trajes da noite.

Espetáculo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Depois daquele cardápio de gala de ontem, resolvemos embarcar no menu infantil. E a nossa escolha de hoje foi espaguete a bolonhesa, arroz com molho de tomate e ovo frito e tiras de frango a milanesa com molho barbecue, salada de frutas, tarta de limão, sucos e refrigerante.

Tudo estava delicioso!

Jantar no navio 3º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio 3º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

4º dia - 11 de setembro de 2018 - Bonaire

Nossa segunda parada em mares caribenhos foi no porto de Kralendijk (em holandês quer dizer barreiras de corais), capital de Bonaire, a 50 quilômetros de Curaçao. 

Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

A ilha faz parte do Reino Unido dos Países Baixos, com o papiamento como primeira língua de 75% dos habitantes, e é Parque Nacional Marinho desde 1979 por conta da vasta vida subaquática com mais de 60 pontos de mergulho. A visibilidade pode chegar a 30 metros de profundidade devido suas águas cristalinas.

Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Nós queríamos fazer o mergulho, mas os preços estavam muito caros. Então, combinamos com o grupo que fez o passeio em Curaçao com a gente e fomos todos para a praia de Sorobon, considerada a melhor para banho da ilha. Ela está a nove quilômetros do centro e a van custou 5 dólares por pessoa.

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


De todos as praias que estivemos nas três ilhas das Antilhas Holandesas do Caribe (Aruba, Bonaire e Curaçao), esta foi a que mais gostamos.

Sabe por quê? Por ser cercado por uma barreira de corais, o mar não tem ondas. Ele é raso e com águas calminhas, quentinhas e cristalinas.

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Os primeiros metros são ruins de caminhar, pois tem muita pedra. Mas passado esse pequeno pedaço, você consegue andar com a água batendo na cintura por uma grande extensão. Não dá nem um metro de altura. É como se estivéssemos em uma piscina gigante de água salgada.

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Brincando na Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Sorobon em Bonaire, segunda parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

É maravilhoso! A gente não queria sair de dentro da água. Ainda mais que estava muito quente. Meus ombros, que já estavam queimados, fritaram kk. Até o cabelo estava fazendo o ombro arder kk.

Nós comemos no bar na beirada da praia de Sorobon. O cardápio? Hambúrguer com batata frita (de novo), e suco + refrigerante. Tudo deu 47 dólares.

Lanche na Praia de Sorobon em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Lanche na Praia de Sorobon em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Além do mar, a ilha de Bonaire é famosa por suas salinas. Seu sal é exportado principalmente para Curaçao. Lá do navio dava para ver os paredões gigantes de sal.

Salinas de Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Salinas de Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Por volta das 14 horas, voltamos para o navio na mesma van (5 dólares por pessoa - elas vão e voltam do centro para a praia o dia todo).

Deixamos mamis na piscina e descemos para fazer o passeio de submarino que nos foi oferecido na chegada à ilha. A saída fica bem pertinho do porto. Dá para ir a pé.

Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Na verdade, é semisubmarino porque ele não submerge totalmente. Somente o casco é que já está abaixo d'água.

O passeio dura em torno de 40 minutos e custa 25 dólares por pessoa. Primeiro, seguimos durante uns cinco minutos em cima do casco até chegar perto da famosa ilha de Klein Bonaire.

Quando chegamos no local, descemos para o interior do submarino (onde ficam 14 cadeirinhas) e ele ficou circulando para podermos ver o fundo do mar através dos janelões.

Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


É maravilhoso ver tartarugas e cardumes e mais cardumes de peixes de todos os tipos. Foi bem bacana e valeu muito a pena.

Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Passeio de submarino em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Antes de voltarmos para o navio, passamos ainda por lojinhas e compramos algumas lembrancinhas. E é bom registrar que, assim como em Curaçao, em Bonaire também estava muuuiitto quente. 

Compras em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Compras em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Compras em Bonaire - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Compras em Bonaire. Nós compramos uma blusa desta para mamis por 15 dólares - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


O retorno para o navio estava previsto para às 17:30 horas. Praticamente neste horário, eu e Danubia embarcamos e fomos curtir o restante do dia nas piscinas, tomando uns drinks.

Na hora do jantar, nós fomos novamente de menu infantil. Espaguete a bolonhesa, filé de frango, filé de merluza e batatas fritas. De sobremesa, sorvete, salada de frutas e mousse de chocolate.

Jantar no navio no 4º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 4º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Jantar no navio no 4º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 4º dia - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Já o tema da noite foi o branco, indicado no Diário de Bordo que é entregue em todas as cabines. Neste diário, estão a programação do dia seguinte, horários, passeios, promoções e outras recomendações. 

O espetáculo "Sonrie Noite de humor com Joan Gimeno" fechou nosso quarto dia no navio.

5º dia - 12 de setembro de 2018 - Aruba

Completando a visita às ilhas ABC, o destino do dia foi Aruba. O navio atracou no porto por volta das 8 hora e nós, mais uma vez, fomos explorar a cidade.

Aruba, terceira parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Aruba, terceira parada do navio - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Nossa ideia era apenas curtir a praia de Eagle Beach, uma das mais famosas da ilha. Mas, vimos alguns passeios e fizemos a burrada de contratar um deles kk. 

Na verdade, todos, inclusive no navio (por um preço bem maior), oferecem praticamente os mesmos roteiros. 

O city tour dura quatro horas e custa 25 dólares por pessoa. São duas horas parando em três pontos (Casibari Rock, igreja de Santa Filomena e Ligh House) e duas horas na praia de Eagle Beach.

City tour em Aruba- Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Primeiro, íamos fazer esse passeio em um ônibus aberto, estilo trenzinho. Mas estava tão quente e tão apertado que descemos e optamos por um com ar-condicionado para suportar o calor escaldante que estava fazendo por lá.

A primeira parada foi na Casibari Rock. Uma formação rochosa de diorito de quartzo, onde você sobe em trilhas e degraus escupidos nas pedras e consegue ver 30% da ilha lá do alto. Lá, há alguns desenhos rupestres pré-históricos e as pedras se parecem com várias coisas, dependendo de cada imaginação kk.

O ponto de parada conta ainda com restaurante e banheiros.


Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Essa pedra se parece com o que? Casibari Rock: City tour em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Depois, paramos na igreja de Santa Filomena. Como eu estava de canga furadinha, apenas Danubia e mamis entraram para registrar o interior. Mas foi uma parada de apenas uns cinco minutos.

Igreja de Santa Filomena em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Igreja de Santa Filomena em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Igreja de Santa Filomena em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Igreja de Santa Filomena em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Por fim, chegamos ao Ligh House, onde fica o farol da Califórnia. A entrada nele custa 8 dólares por pessoa, mas o passeio não reserva tempo para subir. Uma pena!

Light House em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Light House em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


No caminho, entre uma atração e outra, o guia, que também é o motorista, fica contando detalhes e informações sobre as casas e a vida em Aruba.

Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Para fechar o passeio, o ônibus deixou todos os turistas na Praia de Eagle Beach, onde ficam as famosas árvores tombadas, as divi-divi.

Árvores tombadas (divi-divi) Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Árvores tombadas (divi-divi) Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


E agora contamos porque não deveríamos ter feito esse passeio. Além de não termos tempo de curtir os atrativos (foram só paradas por alguns minutinhos para fotos, sem explicação nenhuma), perdemos um tempo precioso para ficar nesta que é também uma das praias mais lindas que já vimos.

Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Com uma extensa faixa de areia branquinha e um mar azulzinho com águas quentinhas, a Eagle Beach é maravilhosa.

Deveríamos ter ido cedinho para ficar mais tempo por lá. Outros passageiros pagaram apenas 3 dólares por pessoa para irem de táxi e foi bem mais vantajoso. #Ficaadica.

Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Eagle Beach em Aruba - - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Eagle Beach em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe

Praia de Eagle Beach em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Praia de Eagle Beach em Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


Quem tiver mais tempo na praia, pode alugar cadeiras. Na época, custava 40 dólares com duas cadeiras e um guarda-sol.

Nós não alugamos para mamis, como sempre fazemos, pelo motivo óbvio, né: R$ 160 para ficar duas horas sentado. De jeito nenhum, né? #umverdadeirorouboMamis teve que sentar na canga forrada no chão mesmo kkk.  

Às 13 horas, o ônibus nos levou para um lugar pertinho do porto chamado mercado de pulgas com dezenas de lojinhas e barracas com todo tipo de lembrancinhas.

Nós compramos alguma coisa? Claaarooo... Imã, caneca e bolsinha, como sempre.

Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe
Aruba - Diário de Bordo: cruzeiro pelo Caribe


O retorno para o navio estava marcado para às 14:30 horas. Muito cedo e, por isso, quase não deu tempo de ver muita coisa de Aruba. Mas foi bem bacana. 

Voltando para o navio no Porto de Aruba - cruzeiro pelo Caribe
Voltando para o navio no Porto de Aruba


Bom, de volta para o navio, resolvemos ficar um pouco na cabine para descansar. Na hora de jantar, eu fui de hambúrguer com batata frita e refrigerante; mamis, de macarrão com filé de merluza com batata frita e limonada; e Danubia de arroz com molho, ovo frito, filé de merluza, batata frita e limonada.

De sobremesa: salada de fruta e creme catalão com sorvete de cereja e crocante de laranja.

Jantar no navio no 5º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 5º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


Aproveitando o tema da noite - tropical - os garçons fizeram a tradicional dancinha por entre as mesas do restaurante. E todo mundo caiu na dança ao som da famosa "Kuduru". Foi bem divertido.



Para fechar a noite, assistimos ao espetáculo Destino: o mundo.

Espetáculo no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

6º dia - 13 de setembro de 2018 - Navegação

O sexto dia neste cruzeiro maravilho pelo Caribe foi todo de navegação. Então, nós apenas repetimos as atividades do segundo dia: tomar sol, nadar nas piscinas, comer, beber, tirar fotos, andar pelas lojinhas e relaxar...

Dia de navegação no navio e mamis curtindo uma piscina - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio e mamis curtindo uma piscina - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

Dia de navegação no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Dia de navegação no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

Curtindo o dia de navegação no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Curtindo o dia de navegação no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


O jantar de hoje também foi do mesmo: macarrão a bolonhesa, filé de merluza, sucos e refrigerantes. As sobremesas também se repetiram para mim e mamis: sorvete e salada de fruta. Danubia experimentou uma diferente a cada noite. E o seu pedido desta vez foi: torta de queijo ricotta com molho de amora e sorvete.

Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


Ah, estávamos tão chiques que teve até brinde com vinho rosê (que só Danubia bebeu, claro kk).

Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 6º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


O espetáculo que assistimos hoje também foi muito bacana. Uma viagem pelo mundo do rock com o show "Rock never dies".

Espetáculo no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Espetáculo no navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

7º dia - 14 de setembro de 2018 - Colón, no Panamá

O dia de hoje foi reservado para um tour de compras no Panamá. Mesmo com chuva, assim que o navio atracou em Colón, descemos para conhecer a zona livre da cidade, onde são vendidos produtos importados livres de impostos. Portanto, mais baratos do que no Brasil.

Panamá, quarta parada do navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Panamá, quarta parada do navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


Esta é a maior zona franca das Américas e a segunda do mundo com mais de duas mil lojas (só perde para Hong Kong).

Ela foi criada em 1948 e os passageiros de cruzeiros têm entrada livre. Para outras pessoas, é preciso pagar a entrada. Custava 1 dólar por pessoa no dia da nossa viagem.

Cólon, no Panamá, quarta parada do navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Cólon, no Panamá, quarta parada do navio - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


A princípio, iriamos a pé do porto até o local, mas, por conta da chuva, opamos por ir de van que custou 3 dólares para cada uma de nós. O mesmo veículo nos trouxe de volta por mais 3 dólares cada. 

Chegando lá, caminhamos pelas dezenas de ruas, olhando os produtos que estavam sendo vendidos. Algumas lojas só vendem por atacado, mas vimos preços muitos bons também no varejo. Eu até queria comprar um celular novo, mas resolvi não levar porque teria que pagar no cartão e a taxa de 6,4% do IOF me desanimou.

Veja como funciona as taxas para compra ou pagamento em moeda estrangeira

Compras no Panamá - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Compras no Panamá - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


No fim, acabamos comprando algumas coisinhas:

Compras no Panamá - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Compras no Panamá - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

➥ Tênis: 7 dólares
➥ cardigã: 7 dólares
➥ chapéu - 7 dólares
➥ short: 4 dólares
➥ relógio: 2,5 dólares
➥ colar: 3,5 dólares
➥ brincos: entre 2,5 e 3,5 dólares cada
➥ perfumes: 4 vidros por 10 dólares

Bom, depois de andarmos durante umas três horas, voltamos para o navio, já que todos deveriam estar a bordo às 14 horas.

Curtimos mais um pouco das atrações e à noite fomos para nosso último jantar chique neste cruzeiro de oito dias pelo Caribe.

As opções escolhidas foram as mesmas (quanta falta de criatividade kkkk): macarrão, filé de merluza com batata, sucos, refrigerante, sorvete, salada de frutas e mousse de chocolate.

Jantar no navio no 7º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 7º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe

Jantar no navio no 7º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe
Jantar no navio no 7º dia - Diário de bordo: Cruzeiro pelo Caribe


O espetáculo da noite ficou por conta do show "Abba thank you for the music".

Ao final do dia, todos os passageiros tinham que deixar as bagagens nas portas das cabines para que elas fossem levadas para o porto na manhã seguinte.

Como só levamos bagagens de mão e mochilas e para evitar que algo acontecesse com elas (kk), resolvemos não deixar.

8º dia - 15 de setembro de 2018 - desembarque em Cartagena das Índias

Dia de dar tchau para todas as mordomias e as paisagens deslumbrantes do Caribe. Após o café, todos os passageiros deveriam liberar as cabines até às 8:30 horas.

O desembarque é feito de acordo com o horário de cada grupo. O nosso era o grupo 5, com saída prevista para às 11:30 da manhã. Mas, bem antes disso, por volta das 9:30, nós já estávamos fora do navio, encerrando estes oito dias em um cruzeiro pelo Caribe.

Quem nos buscou novamente foi a equipe da Juan Ballena Travel. Nosso destino: hotel Cartagena Plaza, no bairro de Bocagrande, em Cartagena das Índias, local onde ficamos até o dia 19 de setembro.

Cartagena das Índias, Colômbia
Primeira vista de Cartagena das Índias, Colômbia, pela janelinha do avião


NOSSOS PARCEIROS EM CURAÇAO E CARTAGENA DAS ÍNDIAS





VAI VIAJAR? Confira os serviços que vão facilitar sua viagem
➤ Reserve seu hotel em todo o mundo no BOOKING.COMou no HOTEIS.COM
Compre suas passagens na DECOLAR, AVIANCAou na KLM
Compre suas passagens de trem para toda a Europa com a RAILEUROPE
Compre seus pacotes de viagemna DECOLARou na CVC
Troque sua moeda estrangeira na COTAÇÃO
Compre ingressos sem filas para atrações em todo o mundo na TicketBare na Tiqets
Faça seu seguro viagem com a SEGUROS PROMO
Compre seu chip de celular e internet com a EASYSIM4U
2 comentários:

⏩ Curtiu as dicas deste post? Então aproveite e siga a gente nas redes sociais para acompanhar um pouco mais das nossas andanças pelo mundo afora:
Facebook Twitter Instagram Google Plus Youtube RSS Pinterest
Topo da página