14 de junho de 2017
Textual description of firstImageUrl

Feira de San Telmo de Buenos Aires, Argentina

Feira de San Telmo de Buenos Aires, Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina

Feira de San Telmo de Buenos Aires, Argentina - antiguidades

Por Daniela Almeida

San Telmo é um dos bairros mais antigos e boêmios de Buenos Aires, capital da Argentina. Se você gosta de antiguidade e de curtir o tango tradicional, este é o lugar certo, já que suas dezenas de ruas estão repletas de antiquários, de galerias de arte e de casais da "velha guarda" do tango, dançando para os turistas. É um ponto turístico obrigatório para quem vai à capital portenha pela primeira vez.

Mas além deste museu a céu aberto, o que mais atrai os visitantes no bairro é a famosa Feira de San Telmo, realizada todos os domingos desde 1970 na Calle Defensa, onde só é permitido comercializar peças que tenham mais de 70 anos.

"Peraí"! Mas eu, Danubia e mamis andamos por seis quarteirões desta rua e vimos centenas de barraquinhas com chaveiros, imãs de geladeira, bolsinhas, canecas, camisetas, couros e uma infinidade de outros souvenires que "nem de longe" tinham mais de 70 anos. Será que estávamos no lugar errado? 


Feira de San Telmo de Buenos Aires, Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina

Veja o que já publicamos sobre a Argentina 


Na verdade, não. Não estávamos no lugar errado. É que a Feira de San Telmo, digamos, oficial, criada em 1970 (na época, com apenas 30 barraquinhas), está concentrada ao redor da Plaza Dorrego, na esquina das ruas Defensa e Humberto Primo. Neste trecho, é possível encontrar gramofones, xícaras e outras louças de porcelana, disco de vinil, latinhas de maquiagem, garrafinhas de licor, de remédios e de tinturas, talheres, bonecas, entre outras quinquilharias "beeemmmm" antigas.

Feira de San Telmo de Buenos Aires, Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina


E tudo é fiscalizado pelo Museu da Cidade para garantir que os vendedores só exponham produtos antiquíssimos. Antiquíssimos mesmo. Do tempo da "lá vai pedrada" kkk. Quer um botão usado no início de 1900? Lá tem. Quer um cinzeiro de cristal de 1920? Lá tem. Quer um lustre europeu do século passado? Lá tem. E lá tem uma infinidade de outros artigos que vão enlouquecer os colecionadores de plantão.

Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina


Mas se você não é chegado a objetos tão antigos e só quer umas lembrancinhas para levar para a família, como é o caso de mamis, então a parte extra-oficial, ou o puxadinho da Feira de San Telmo (montado a partir da Plaza Dorrego), é o lugar ideal. Mamis quase "enlouqueceu" e queria comprar de tudo. Só de aflajores, aqueles doces típicos da Argentina, foram dois pacotões que estavam na promoção.

Mas ela ainda queria levar bolsinhas para guardar moedas para todos os parentes. Queria blusas "estive em Buenos Aires". E queria tudo de diferente que encontrava pela frente kk.


Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina

Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina


Antes de sair comprando tudo, porém, é bom pesquisar bastante, pois os preços podem variar entre uma barraca e outra. Nós encontramos umas bolsinhas vendidas por um bom preço com os vendedores que estavam perto da Plaza de Mayo. Não compramos e, depois, só encontramos o mesmo produto com preços bem mais altos. Mamis ficou muito brava porque não deixamos que ela comprasse no primeiro lugar kkk.

Ah, pedir desconto também é uma saída, embora não tenhamos sentido muito interesse em negociar por parte dos argentinos.

No total, as "duas feiras" ocupam dez quarteirões entre a Plaza Dorrego até a Plaza de Mayo, com 1,4 quilômetro e quase 300 barracas. São cerca de dez mil visitantes a cada domingo.



E em meio a tanta gente, ainda é possível esbarrar em milhares de artistas de rua que aproveitam a muvuca dos turistas para dançar tango, tocar instrumentos ou se fantasiar de estátua viva.

Como chegar à Feira de Santa Telmo

Como no mesmo dia fizemos o tour na Casa Rosada e no Museu Casa Rosada, começamos nossa caminhada na Feira de San Telmo pela Plaza de Mayo. Naquele trecho, a feira estava um pouco vazia, com barracas meio espalhadas.

Ah, é bom avisar que este trecho é o da feira extra-oficial. Ali, você até vai encontrar antiguidades, mas bem menos do que na parte que tem início dez quarteirões à frente.


Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina

Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina


Próximo da rua Moreno é que o empurra-empurra de turistas começa a se formar e é onde ficam as casas de antiguidades mais procuradas, as galerias de arte, os sebos, restaurantes e outros espaços superbacanas.

Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina de A foto tá meio tremida porque deu um probleminha na câmera 

Então, se você estiver na Plaza de Mayo, como a gente, é só entrar na Calle Defensa e seguir pela rua até onde suas pernas aguentarem ou até onde o seu bolso resistir kk.

Nossa caminhada se estendeu até onde está o banco da Mafalda e de seus amiguinhos, na esquina das calles Defensa e Chile. Foram seis das dez quadras que compreendem a feira.

Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina
Mafalda na Feira de San Telmo de Buenos Aires - Argentina


Caso venha de outros locais, poderá usar o metrô ou o ônibus, sendo o metrô a forma mais fácil e a mais recomendada por nós.

De metrô
Se quiser começar peça Feira de San Telmo oficial, desça na estação San José (linha C - azul) e siga pela avenida San Juan até chegar à Calle Defensa;

Caso queira começar pela feira extra-oficial, desça na estação Catedral (linha D - verde), na Plaza de Mayo, e entre na Defensa.

De ônibus
Utilize as linhas 22, 24, 28A, 28B, 29, 33, 54, 61, 62, 74, 86, 93, 126, 130, 143, 152 e 159.

O Bairro de San Telmo

O bairro de San Telmo era um dos mais elegantes e ricos da cidade. Dizem que foi ali que nasceu Buenos Aires. Seus casarões abrigavam a nata da sociedade portenha.

Um surto de febre amarela no século XIX, porém, fez com que os adinheirados do bairro se debandasse para outras localidades da capital. Hoje, esses casarões abrigam antiquários e galerias de artes e servem de pontos turísticos para os turistas.

Feira de San Telmo

Funciona: domingo - ads 10 às 17 horas
Endereço: Plaza Dorrego, Calle defensa e Humberto - San Telmo



NOSSOS PARCEIROS NESTA VIAGEM

_________________________________________________________________________________
Onde ficar em Buenos Aires? Hotéis em Buenos Aires. Faça sua reserva aqui . No Booking, você sempre encontra os melhores hotéis com os melhores preços.



Nenhum comentário:
Postar um comentário

Topo da página